Arquivos CSV, TXT e GPX

Você pode utilizar dados da planilha armazenados em um arquivo de texto (CSV) de valores separados por vírgula (.csv) ou dados armazenados em um arquivo de texto delimitado (.txt) ou arquivo Formato de Intercâmbio do GPS (.gpx) em ArcGIS Online. A lista seguinte resume como você pode utilizar estes arquivos e fornece links para instruções. As seções após a lista de funcionalidades fornece informações em formatação e dicas adequadas para utilizar arquivos CSV, TXTe GPX em sua organização do ArcGIS Online.

  • Adicione CSV, TXT ou arquivos de GPX ao seu mapa. O Map Viewer Classic adiciona as informações de localização, desenha feições no mapa para cada item no arquivo e armazena as informações no mapa como uma camada. Após adicionar o arquivo no mapa, você pode editar as propriedades da camada que é criada. Por exemplo, você pode configurar pop-ups, alterar símbolos, definir o intervalo de visibilidade, habilitar a edição e remover pop-ups.

    Anotação:

    Esta funcionalidade é atualmente suportada apenas no Map Viewer Classic. Ele estará disponível em uma versão futura do Map Viewer.

  • Adicione um arquivo de CSV que não contém informações de localização no Map Viewer Classic como uma tabela. Isto é útil quando você desejar ligar dados não espaciais—por exemplo, reivindicações de dano de propriedade relacionados a um tornado recente—para dados espaciais, como uma camada ZIP Codes, utilizando a ferramenta de análise Ligar Feições.

    Anotação:

    Esta funcionalidade é atualmente suportada apenas no Map Viewer Classic. Ele estará disponível em uma versão futura do Map Viewer.

  • Se o seu arquivo CSV estiver armazenado em um site de acesso público, você pode consultá-lo no mapa no Map Viewer ou no Map Viewer Classic como uma camada na web. Se o arquivo CSV contiver informações de coordenadas, as atualizações feitas no arquivo CSV na web aparecerão no mapa. Se o arquivo CSV contém informações endereço e local, as atualizações feitas no arquivo CSV na web não serão refletidas no mapa.
  • Adicione arquivos CSV à sua organização e compartilhe-os para que outros possam baixar os dados.
  • Se você tiver privilégios para publicar camadas de feição hospedadas, você pode publicar os dados em arquivos CSV.

Arquivos CSV e TXT

Os arquivos CSV e TXT armazenam informações em texto. A primeira linha no arquivo define os nomes para todos os campos subsequentes. Em arquivos CSV, os campos estão sempre separados por vírgulas. Em arquivos TXT, os campos podem ser separados com vírgula, ponto e vírgula ou tabulação. Outros separadores não são suportados.

Como nenhum tipo de dados é imposto no arquivo, o ArcGIS Online depende dos nomes dos campos e da formatação específica dos campos para interpretar o tipo de dados que deve ser aplicado.

As seções seguintes contêm informações sobre formatos suportados para dados de localização em arquivos CSV e TXT, formatos e considerações suportadas ao utilizar dados de data e hora em arquivos CSV, campos de data suportados em arquivos TXT, e o que você precisa considerar ao adicionar arquivos CSV e TXT files ao Map Viewer Classic.

Campos de localização em arquivos de CSV e TXT

Para adicionar um arquivo CSV ou TXT a partir de uma drive local ou um arquivo CSV na web para seu mapa como uma camada de feição ou publicar um arquivo local CSV como uma camada de feição hospedada, o arquivo deve incluir campos de localização. Os campos de localização podem conter coordenadas, endereços ou informações de local. A primeira linha no arquivo deve conter os nomes de campo de localização. Os endereços podem ser armazenados em um ou mais campos. As coordenadas devem estar em dois campos separados.

Se o arquivo tiver campos de coordenadas, o Map Viewer Classic utilizará estes campos para localizar as feições no mapa. O ArcGIS Online suporta os seguintes sistemas de referência de coordenadas:

  • longitude, latitude*
  • latitude, longitude*
  • Sistema de Referência da Grade Military (MGRS)
  • Grade Nacional dos Estados Unidos (USNG)
*As informações de latitude e longitude deve estar em graus decimais.

Se o Map Viewer Classic não pode determinar as informações de coordenadas ou se seu arquivo contém endereço ou informações de lugar ao invés, você é solicitado para revisar os campos de localização e alterá-los se necessário.

Os campos de localização seguintes são suportados:

  • Latitude, Longitude
  • Lat, Long
  • Longitude83, Latitude83
  • Longdecdeg, Latdecdeg
  • Long_dd, Latdd
  • Lng
  • Y, X
  • Ycenter, Xcenter
  • Xcenter, Ycenter
  • Ponto y, Ponto x
  • Point-x, Point-y
  • MGRS
  • USNG
  • Endereço
  • Cidade
  • Estado
  • CEP

Data e hora em arquivos CSV

Os campos de data em arquivos CSV são assumidos para conter a data e hora do Universal Time Coordinated (UTC). As datas são assumidas para serem UTC, pois o local físico do servidor que hospeda seus dados pode estar em qualquer lugar no mundo. A alternativa de armazenar data e hora em um fuso horário local leva a todos os tipos de problemas, especialmente se você, ou o servidor que hospeda seus dados, mover para outro fuso horário.

Sempre que um campo de data for exibido, a data é convertida do horário UTC para seu horário local. Isto é feito ao consultar seu computador e solicitar por sua configuração de fuso horário. Por exemplo, suponha que seu computador esteja configurado para Horário do Pacífico (Estados Unidos e Canadá). O horário do Pacífico está oito horas atrás do UTC, exceto durante o horário de verão—quando o horário UTC é 10h00, é 2h00, horário do Pacífico.

Quando você publica uma camada de feição hospedada a partir de um arquivo CSV, é possível especificar o fuso horário dos dados. O fuso horário especificado é utilizado para mitigar o deslocamento, pois o ArcGIS Online assume que os dados de data e hora estão em UTC. Por exemplo, quando um arquivo CSV contendo campos de data é publicado com o horário do Pacífico selecionado como o fuso horário, todos os valores de data e hora em seu arquivo CSV terão oito ou sete horas adicionadas como parte da conversão para UTC, dependendo se a data os valores estão dentro do horário de verão.

Se os campos de data em seu arquivo CSV tiverem uma data, mas não um valor de hora, um valor de hora de meia-noite será atribuído quando você publicar uma camada de feição hospedada. Então, se você não especificar um fuso horário ao publicar, seus dados serão armazenados com um valor de hora da meia-noite (UTC). Quando você visualizar os dados, a hora será convertida para hora local, potencialmente alterando a data. Por exemplo, 7/28/2009 0:00 é meia-noite (UTC) em 28 de Julho de 2009. Se você visualizar os dados de um computador no fuso horário do pacífico, a data e hora serão exibidas como 27/7/2009 17:00:00. A especificação de fuso horário ao publicar elimina este deslocamento quando visualizada no fuso horário especificado.

As datas seguintes são suportadas se você publicar uma camada de feição hospedada de um arquivo de CSV:

FormatoExemplo

M/DD/YYYY

28/7/2009

M/DD/YYYY formato 12 horas

28/7/2009 5:23 AM ou 28/7/2009 05:23 AM

M/DD/YY

28/7/09

M/DD/YY formato 12 horas

28/7/09 5:23 PM ou 28/7/09 05:23 PM

MM/DD/YY

28/7/09

MM/DD/YY formato 12 horas

28/7/09 5:23 PM ou 28/7/09 05:23 PM

MM/DD/YYYY

28/7/2009

MM/DD/YYYY formato 12 horas

7/28/09 5:23 PM ou 7/28/09 05:23 PM

Mês DD

28 de Julho

YYYY/MM

2009/07

YYYY-MM

07-2009

YYYY/MM/DD

2009/07/28

YYYY-MM-DD

28-07-2009

YYYY/MM/DD hh:mm:ss

28/07/2009 17:23:00

YYYY-MM-DD hh:mm:ss

28-07-2009 17:23:00

YYYY/MM/DD hh:mm:ss.s

2009/07/28 17:23:00.0

YYYY-MM-DDThh:mm:ss.s

2009-07-28T17:23:00.0

Anotação:

Se um campo configurado como um campo de data tiver um formato inválido ou sem suporte, o campo será criado como tipo de dados de string na camada de feição hospedada resultante ainda que você altera o tipo de campo antes de publicar.

Se você adicionar um arquivo CSV diretamente no Map Viewer Classic, os formatos de dados seguintes são carregados como datas, mas os tempos não aparecem na tabela no Map Viewer Classic:

FormatoEntrada de exemploValor da tabela

M/DD/YYYY formato 12 horas

28/07/2009 5:23 PM

28 de Julho de 2009

MM/DD/YYYY formato 12 horas

28/07/2009 5:23 PM

28 de Julho de 2009

M/DD/YY formato 12 horas

28/7/09 5:23 PM

28 de Julho de 2009

MM/DD/YY formato 12 horas

28/07/09 5:23 PM

28 de Julho de 2009

Se você adicionar um arquivo CSV diretamente no Map Viewer Classic, os formatos de datas seguintes são carregados como campos de string exatamente como eles aparecem no arquivo CSV:

FormatoEntrada de exemplo

M/DD/YYYY

28/7/2009

MM/DD/YYYY

28/7/2009

M/DD/YYYY formato 24 horas

28/07/2009 17:23 am

MM/DD/YYYY formato 24 horas

28/07/2009 17:23

M/DD/YY

28/7/09

MM/DD/YY

28/07/09

M/DD/YY formato 24 horas

28/7/09 17:23

MM/DD/YY formato 24 horas

28/07/09 17:23

Mês DD

28 de Julho

YYYY/MM

2009/07

YYYY-MM

07-2009

YYYY/MM/DD

2009/07/28

YYYY-MM-DD

28-07-2009

YYYY/MM/DD hh:mm:ss

28/07/2009 17:23:00

YYYY-MM-DD hh:mm:ss

28-07-2009 17:23:00

YYYY/MM/DD hh:mm:ss.s

2009/07/28 17:23:00.0

YYYY-MM-DD hh:mm:ss.s

2009-07-28 17:23:00.0

Considerações para publicar campos de data em arquivos CSV

  • O menu suspenso Fuso Horário aparece na janela Item do meu computador mesmo que seu arquivo CSV não tenha campos de data.
  • Quando você especifica um fuso-horário ao publicar um arquivo CSV, o fuso-horário selecionado é aplicado para todos os valores de data e hora que existem no arquivo CSV no momento da publicação ou ao substituir a camada de feição.
  • Se você desejar ter o fuso-horário somente para registros individuais, você poderá especificar um deslocamento de UTC para o respectivo registro. Por exemplo, se você tiver um valor de data Terça-Feira, 28 de Julho, 2009 5:23 AM+8, isto refletirá um fuso-horário que está oito horas à frente do UTC. Consulte www.worldtimezone.com para uma lista de fuso-horário mundial. Quando o fuso-horário é especificado por registro no arquivo CSV, um fuso-horário selecionado durante a publicação é aplicado nestes registros que não têm um deslocamento especificado.
  • Se você especificar um fuso-horário ao publicar uma camada de feição hospedada a partir de um arquivo CSV, substituir a camada de feição hospedadacom dados atualizados manterá o fuso-horário que você selecionou quando originalmente publicou.
  • Se você alterar os campos de data na camada de feição que publicou, inclusive se alterar a camada de feição hospedada para utilizar uma opção Rastrear quem criou e atualizou as feições por último, os campos de data vão capturar os valores na hora local do editor e converter para UTC com o deslocamento de tempo aplicado.
  • Quando você exporta dados de uma camada de feição hospedada para a qual você especificou um fuso-horário quando publicou, nenhum deslocamento é aplicado. Os dados são exportados em formato UTC, que eficazmente mantém o fuso-horário que você selecionou durante a publicação.
  • Porém, o horário de verão é automaticamente aplicado se um valor de data em seu CSV cair dentro do horário de verão e o fuso-horário reconhecer o horário de verão.

Campos de data em arquivos TXT

Quando você adicionar um arquivo de TXT ao Map Viewer Classic, os formatos de dados seguintes são reconhecidos como campos de data:

FormatoEntrada de exemploValor da tabela

M/DD/YYYY formato 12 horas

28/07/2009 5:23 PM

28 de Julho de 2009

MM/DD/YYYY formato 12 horas

28/07/2009 5:23 PM

28 de Julho de 2009

MM/DD/YY formato 12 horas

28/07/09 5:23 PM

28 de Julho de 2009

Dia da semana, Mês DD, YYYY formato 12 horas*

Terça-feira, 28 de julho de 2009 5:23 PM

28 de Julho de 2009

Mês DD, YYYY formato 12 horas*

28 de julho de 2009 5:23 PM

28 de Julho de 2009

*Estes formatos de dados são somente suportados se você delimitar campos utilizando guias ou ponto-e-vírgula.

As considerações para adicionar arquivos CSV e TXT ao Map Viewer Classic

Anotação:

Esta funcionalidade é atualmente suportada apenas no Map Viewer Classic. Ele estará disponível em uma versão futura do Map Viewer.

  • Quanto mais campos de endereço você incluir, mais precisos serão os resultados da geocodificação. Por exemplo, endereço e CEP renderão melhores resultados que apenas endereço.
  • O campo de endereço pode conter múltiplas partes de um endereço (algumas vezes denominada de geocodificação de única linha).
  • O Map Viewer Classic não suporta um campo rural. Por padrão, ele geocodifica os endereços baseado na região da organização. Você pode selecionar um país diferente ao adicionar seu arquivo. Se o seu arquivo tiver endereços de vários países, selecione World.
  • Quando você adiciona um arquivo CSV diretamente no Map Viewer Classic, os tipos de campo são automaticamente configurados e não podem ser alterados. Se você precisar alterar os tipos de campo, publique seu arquivo CSV como uma camada de feição hospedada e defina os tipos de campo quando você publicar.
  • O Map Viewer Classic não consegue criar uma camada a partir do arquivo se o arquivo tiver mais espaços que separadores em nomes de campo (a primeira linha do arquivo). Remova alguns espaços em nomes de campo e tente adicionar o arquivo novamente.
  • A ordem e local não importam (por exemplo, você pode ter 519 East 86 Street, New York, NY, 10028 ou new york,10028,519 east 86 street,ny). Entretanto, cada linha no arquivo deve seguir a mesma ordem.
  • Quando você adiciona um arquivo CSV ou TXT com informações de coordenadas ou endereços enquanto está conectado com uma conta organizacional, 4.000 linhas podem ser adicionadas diretamente no mapa. Arquivos CSV e TXT com mais de 4,000 linhas devem ser publicados como uma camada de feição hospedada.
  • Quando você adiciona um arquivo CSV ou TXT enquanto está conectado a uma conta pública ou quando não está registrado, 250 feições podem ser adicionadas diretamente no mapa. Arquivos CSV e TXT com mais endereços que isto devem ser publicados como uma camada de feição hospedada.
  • Se os dados tiverem caracteres diferentes do Inglês, por exemplo, caracteres específicos para Francês, Russo, Grego, Japonês ou alfabetos Árabes, o arquivo que você importar deverá ser codificado como Unicode ou UTF-8, e não ASCII. Se você importar um arquivo ASCII codificado contendo caracteres diferentes do Inglês, ele talvez exiba valores de atributo utilizando caracteres inesperados. Você pode salvar um arquivo de texto como UTF-8 ou Unicode no Windows. Abra o arquivo em um editor de textos como Notepad, clique em Arquivo > Salvar Como e escolha UTF-8 ou Unicode a partir do menu suspenso Codificação exibido na parte inferior da caixa de diálogo Salvar Como.
  • Se você estiver adicionando um arquivo CSV da web que inclui campos de número com decimais, os caracteres decimais no arquivo deverão corresponder ao formato suportado pela linguagem do sistema. Por exemplo, se o sistema estiver configurado para Inglês, o arquivo deverá utilizar pontos como decimais. Se o sistema estiver configurado para Francês, o arquivo deverá utilizar vírgulas como decimais.
  • Quando um arquivo CSV contendo informações de latitude e longitude, coordenadas MGRS ou USNG é adicionado a um mapa, as coordenadas são convertidas para a referência espacial do mapa base atual.
  • Você pode compartilhar um arquivo CSV (inclusive um com informações de endereço) como um item para outros baixar, o arquivo não pode ser visualizado com Map Viewer Classic.

Arquivos GPX

Anotação:

Esta funcionalidade é atualmente suportada apenas no Map Viewer Classic. Ele estará disponível em uma versão futura do Map Viewer.

Você pode capturar dados com um dispositivo GPS e utilizar uma ferramenta de terceiros ou utilitário de fabricante do GPS para converter os dados para um arquivo em formato GPS. Após você tem um arquivo de GPX, você pode adicioná-lo no Map Viewer Classic para visualizar os dados. Os seguintes tipos de dados são suportados no Map Viewer Classic:

  • Pontos de Rota—São pontos que o usuário de GPS registrou manualmente, geralmente especificando um nome para marcar posições importantes no mapa.
  • Trilhas—São pontos que o dispositivo de GPS registra automaticamente em um intervalo periódico. As trilhas são renderizadas como feições lineares.
  • Rotas—Estes são pontos do dispositivo de GPS utilizados para navegar em uma localização especificada. As rotas são renderizadas como feições lineares.

Considerações para utilizar arquivos GPX

  • Os arquivos GPX podem conter múltiplas camadas mostrando pontos de rota, caminhos e rotas.
  • Se nenhum símbolo for especificado ou se o símbolo não for parte de um conjunto de símbolos incluído no Map Viewer Classic, um símbolo do ponto de rota padrão será utilizado.
  • Você pode adicionar arquivos GPX no Map Viewer Classic, mas você não pode adicioná-los como itens pela guia Meu Conteúdo da página de conteúdo.