Usar as ferramentas da análise de raster

Anotação:

Esta funcionalidade é atualmente suportada apenas no Map Viewer Classic. Ele estará disponível em uma versão futura do Map Viewer.

Abaixo, você encontrará informações sobre como acessar e utilizar as ferramentas da análise de raster.

Licenças

O administrador da sua organização precisa lhe conceder determinados privilégios para você executar a análise. Para usar as ferramentas da análise de raster, você precisa dos seguintes privilégios:

  • Criar, atualizar e excluir conteúdo
  • Publicar camadas de imagem hospedadas
  • Análise de Imagens

Estes privilégios estão disponíveis com as extensões do tipo de usuário ArcGIS Image for ArcGIS Online , que é compatível com o tipo de usuário Creator ou GIS Professional e um papel de Publicador, Facilitador ou Administrador (ou um papel personalizado com os privilégios listados acima). Se você não tiver estes privilégios, você não visualizará a opção Análise de Raster como descrito abaixo.

Algumas ferramentas da análise de raster também exigem o privilégio Publicar camadas de feição hospedadas , que é automaticamente ativado quando o privilégio Análise de Imagens é ativado.

Acessar as ferramentas

Para acessar e usar as ferramentas da análise de raster no Map Viewer Classic, siga estas etapas:

  1. Abra um mapa da web contendo a camada de imagens ou camadas que deseja analisar no Map Viewer Classic.
  2. Clique no botão Análise botão Análise na barra de menu do mapa.
  3. No painel Executar Análise , clique em Análise de Raster.

Anotação:

Se você não visualizar as ferramentas da Análise de Raster no painel Análise no Map Viewer Classic, talvez você não tenha recebido a licença do ArcGIS Image for ArcGIS Online ou sua organização pode não ter publicado pelo menos uma camada de feição hospedada. Uma camada de feição hospedada deve ser publicada antes de acessar as ferramentas da análise de raster.

Explorar o painel Análise de Raster

O painel Análise de Raster está ilustrado abaixo. Este painel contém várias categorias e cada categoria contém ferramentas. Para visualizar as ferramentas em uma categoria, clique no botão expandir ou recolher no lado esquerdo da categoria.

Categorias e ferramentas da análise de raster

Abrir o Editor de Função do Raster

Abre a janela Editor de Função do Raster. Para detalhes, consulte Editor de Função do Raster.

Abrir a janela Procurar modelos de função do raster e ferramentas da web personalizadas

Abre a janela Procurar Modelos de Função do Raster e Ferramentas da Web Personalizadas. Para detalhes, consulte funções do raster.

Abrir a caixa de diálogo Ambientes de Análise

Abre a caixa de diálogo Ambientes de Análise.

Retornar ao painel Executar Análise

Retorna ao painel Executar Análise.

Visualizar ajuda da ferramenta ou categoria

Visualiza a ajuda sobre a categoria.

Expandir a categoria para visualizar ferramentas

Expanda a categoria para visualizar as suas ferramentas.

Utilize os ambientes de análise

O botão Ambientes de Análise Ambientes de Análise é usado para acessar os ambientes de processamento do raster e de imagens que se aplicam a todas as ferramentas da análise de raster. Quando você abre a janela Ambientes de Análise no painel Análise de Raster, você pode modificar as configurações do sistema de coordenadas de saída, extensão do processamento, ajustar o raster, tamanho da célula e máscara.

Ambiente de AnáliseDescrição
Sistema de Coordenadas de Saída

Especifica o sistema de coordenadas da camada de imagens resultante.

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Mesmo da Entrada—O resultado da sua análise será do mesmo sistema de coordenadas que a entrada. Este é o padrão.
  • Conforme especificado—O resultado da sua análise estará no sistema de coordenadas que você escolher. Quando esta opção é selecionada, clique no botão de globo Selecionar Sistema de Coordenadas e escolha a partir de uma lista dos sistemas de coordenadas conhecidos ou adicione a referência espacial WKID na caixa fornecida.
  • Camada <nome>—O resultado da sua análise estará no mesmo sistema de coordenadas que uma camada existente que você escolher no seu mapa da web.

Extensão

Especifica a extensão ou limite que será utilizado durante a execução da análise. Todos os pixels ou células que estão completamente dentro ou que se iterseccionam na extensão especificada serão usados na análise.

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Padrão—A extensão usada para análise é fornecida pela ferramenta.
  • Conforme especificado—A extensão é definida pelas coordenadas que você fornecer.
  • Camada <nome>—A extensão utilizada para processar sua análise será a mesma que a extensão espacial de uma camada existente escolhida em seu mapa da web.

Ajustar Raster

Ajusta a extensão da camada de raster de saída para que corresponda ao alinhamento da célula da camada Ajustar Raster especificada.

Tamanho da célula

Especifica o tamanho da célula ou a resolução que será utilizada para criar a camada de raster de saída na análise de raster. A resolução de saída padrão é determinada pelo maior tamanho da célula da camada de raster de entrada.

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Mínimo de Entradas—Utilize o menor tamanho da célula de todas as camadas de entrada.
  • Máximo de Entradas—Utilize o maior tamanho da célula de todas as camadas de entrada. Este é o padrão.
  • Como especificado—Especifica um valor numérico para configurar o tamanho de célula. Se isto for selecionado, o valor padrão é 1.
  • Camada <name>—Configura o tamanho da célula para a camada raster escolhida.

Máscara

Especifica uma camada que será utilizada para definir sua área de interesse na análise. Somente estas células que caem dentro da máscara de análise serão consideradas na operação de análise.

  • A máscara pode ser uma camada de feição ou raster.
  • Se a máscara de análise for um raster, todas as células que têm um valor serão consideradas para definir a máscara. As células em um raster de máscara que são NoData serão consideradas como fora da máscara e serão NoData na camada resultante da análise.
  • Se a máscara de análise for uma camada de feição, ela será interiormente convertida para um raster na execução. Por esta razão, tenha certeza que Tamanho da Célula e Ajustar Raster estejam configuradas adequadamente para sua análise.

Quando você abre a janela Ambientes de Análise de um painel de ferramenta da análise de raster, é possível ver ambientes de análise adicionais. Algumas ferramentas da análise de raster respeitam vários dos ambientes de análise listados na tabela abaixo. Como nem todas as ferramentas respeitam todos os ambientes, elas são acessadas a partir das ferramentas individuais em vez do painel Análise de Raster .

Ambiente de AnáliseDescrição
Método de reamostragem

Especifique como interpolar valores de pixel ao transformar seu conjunto de dados raster. Este ambiente é usado quando a entrada e a saída não se alinham, quando o tamanho do pixel muda, quando os dados são deslocados ou uma combinação dessas situações.

As seguintes opções estão disponíveis:

  • Vizinho mais próximo—Utilizado principalmente para dados discretos, tais como, uma classificação de uso do solo, já que ela não cria novos valores de pixel. Este método também é apropriado para dados contínuos ao desejar preservar os valores de reflectância original em imagens para análise multispectral precisa. É o mais eficiente em termos de tempo de processamento mas pode introduzir erros posicionais pequenos na imagem de saída. A imagem de saída pode ser deslocada por até metade de um pixel, que pode fazer com que a imagem tenha descontinuidades e uma aparência irregular.
  • Interpolação bilinear—Este método é mais apropriado para dados contínuos. Executa uma interpolação bilinear e determina o novo valor de uma célula baseado em uma média da distância ponderada dos quatro centros da célula de entrada mais próxima. Ele cria uma imagem de saída que é mais suave em aparência do que vizinho Mais Próximo mas altera os valores de reflectância, que resulta em perda de resolução ou desfoque da imagem.
  • Convolução cúbica—Apropriado para dados contínuos. Este método realiza uma convolução cúbica e determina o novo valor de uma célula com base no ajuste de uma curva suave através dos 16 centros de células de entrada mais próximos. O resultado é menos distorcido geometricamente do que o raster alcançado com Vizinho Mais Próximo e mais nítido do que a Interpolação Bilinear. Em alguns casos, pode resultar em valores da pixel de saída fora do alcance de valores de célula de entrada. Se isto for inaceitável, utilize o método de Interpolação bilinear ao invés. Convolução cúbica é computavelmente intensivo e torna o processo mais longo.

Tipo de processador

Especifique se deseja executar a análise usando a CPU ou GPU. Se o ambiente Tipo de processador estiver vazio, a ferramenta utilizará a CPU para processar os dados.

As seguintes opções estão disponíveis:

  • CPU—O processamento usará a CPU. O processamento da CPU pode ser paralelizado em vários núcleos e instâncias, conforme tratado pelo Fator de processamento paralelo.
  • GPU—O processamento usará a GPU. As GPUs são eficientes no processamento de imagens e gráficos, onde sua estrutura altamente paralela as torna eficientes no processamento de grandes blocos de dados de maneira repetitiva. As ferramentas da análise de raster que honram este ambiente podem distribuir seu trabalho pelas instâncias da GPU em várias máquinas do servidor de análise do raster, conforme tratado pelo Fator de processamento paralelo.

Intervalo de reciclagem dos trabalhadores de processamento

Define a quantidade de seções de imagem serão processadas antes de reiniciar os processos do trabalhador, para evitar possíveis falhas em processos de longa execução. O valor padrão é 0.

Fator de processamento paralelo

Especifique o número de instâncias do serviço de processamento do raster que podem ser usadas para processar seus dados.

Se a ferramenta não honrar o Tipo de processador, ou se o ambiente Tipo de processador estiver configurado para CPU, o ambiente Fator de processamento paralelo controlará as instâncias do serviço (CPU) de processamento do raster. Se o Tipo de processador estiver configurado para GPU, o ambiente Fator de processamento paralelo controlará o número de instâncias da GPU de processamento do raster.

Configurando o Fator de processamento paralelo, você poderá solicitar o número de trabalhadores paralelos que o servidor de imagens analíticas do raster utiliza para processar uma tarefa da análise de raster. No entanto, se o número total de processos paralelos exceder o número máximo de instâncias do serviço de processamento do raster (CPU ou GPU), os processos paralelos adicionais serão enfileirados.

Se o Fator de processamento paralelo não for especificado, que é o padrão, a ferramenta utilizará 80% do número máximo de instâncias do serviço de processamento do raster. Um número inteiro ou uma porcentagem pode ser especificada como o fator de processamento paralelo.

Número de novas tentativas em falhas

Define a quantidade de tentativas que o mesmo processo do trabalhador tentará quando houver falha aleatória no processamento de um trabalho em particular. O valor padrão é 0.

Trabalhar com um painel da ferramenta

Para abrir um painel da ferramenta da análise de raster, clique no botão da ferramenta. Isto abre o painel da ferramenta como ilustrado abaixo com a ferramenta Monitorar Vegetação.

Painel Monitorar Vegetação

Abrir a caixa de diálogo Ambientes de Análise

Abre a caixa de diálogo Ambientes de Análise.

Fechar o painel da ferramenta sem executar a análise

Fecha o painel da ferramenta sem executar a análise e retorna ao painel Análise de Raster.

Obter ajuda sobre um parâmetro

Obtém ajuda sobre um parâmetro.

O resultado de executar a análise é salvo em Conteúdo utilizando este nome

O resultado de executar a análise é salvo em Conteúdo utilizando este nome.

Você pode especificar uma pasta em Conteúdo na qual salvar o resultado

Você pode especificar uma pasta em Conteúdo na qual salvar o resultado

Mostra quantos créditos serão utilizados se você executar a análise

Mostra quantos créditos serão utilizados se você executar a análise.

Se selecionado, somente os dados visíveis no mapa atual serão analisados

Se selecionado, somente os dados visíveis no mapa atual serão analisados.

Anotação:

Antes de executar uma ferramenta de análise no ArcGIS Online, você pode utilizar o estimador de crédito para calcular o número esperado de créditos que serão utilizados. Se a sua organização tiver orçamento de crédito habilitado e o número esperado de créditos exceder o número de créditos alocados para você, o ArcGIS Online exibirá uma mensagem de erro. Para mais informações sobre alocação de crédito e consumo, consulte Entender os créditos.

Cada ferramenta tem um conjunto diferente de parâmetros. Você pode sempre visualizar a ajuda para um parâmetro clicando no botão de ajuda próximo ao parâmetro como ilustrado acima. Todas as ferramentas têm um parâmetro Nome da camada resultante onde os resultados de execução da análise são gravados. Você pode alterar este nome ou utilizar o valor padrão.

Utilizar extensão de mapa atual

É recomendado que você sempre marque Utilizar extensão de mapa atual e que você amplie na área que deseja analisada. Isso limita a quantidade de imagens ou pixels do raster que a ferramenta incluirá ao realizar análises, como também, limitar o número de créditos usados pela ferramenta. Se você desmarcar Utilizar extensão de mapa atual, toda a camada de imagens de entrada será potencialmente analisada e os créditos usados pela ferramenta serão baseados no tamanho das imagens e na complexidade da análise.

Anotação:

O parâmetro Utilizar extensão de mapa atual será desmarcado quando o ambiente Extensão de Processamento for configurado. Marcar Utilizar extensão de mapa atual substituirá a Extensão de Processamento.