Conexões de Região Favoráveis

Conexões de Região Favoráveis A ferramenta Conexões de Região Favoráveis calcula as conexões favoráveis mais regiões de entrada.

Anotação:

Esta funcionalidade é atualmente suportada apenas no Map Viewer Classic. Ela estará disponível em uma versão futura do Map Viewer.

Se você não vê esta ferramenta no Map Viewer Classic, contacte seu administrador da organização. Você pode não ter privilégios de análise de imagem, disponíveis com a licença do ArcGIS Image for ArcGIS Online.

Diagrama do fluxo de trabalho

Fluxo de trabalho de Conexões de Região Favoráveis

Exemplos

Aplicações de exemplo incluem o seguinte:

  • Modelo de adequação—A partir de um modelo de adequação, você identificou 10 das melhores manchas de habitat para lince. Você deseja que os linces cosigam se mover entre as manchas por uma rede de corredores da vida selvagem mais efetiva para manter a diversidade genética dentro da metapopulação.
  • Colheita de madeira—Em uma colheita de madeira, você pretende criar a rede de cuto mais eficiente de estradas madeireiras da qual extrair a madeira serrada.
  • Pacificação—Em uma implantação de pacificação militar, você identificou cinco áreas nas quais posicionar tropas e pessoal. Você deseja desenvolver as rotas de abastecimento conectadas de forma otimizada entre as bases.

Anotações de uso

Em um raster, uma região é um grupo de células com o mesmo valor contíguo umas às outras (adjacentes). Quando suas regiões de entrada são identificadas por um raster, se quaisquer zonas (células com o mesmo valor) são compostas de várias regiões, primeiro execute a função raster Grupo de Região como uma etapa de pré-processamento para atribuir valores exclusivos a cada região. Use o raster resultante como as regiões de entrada para a ferramenta Conexões de Região ideal.

Se as regiões de entrada forem de rasterizer e o intervalo dos IDs de linha for muito grande (mesmo se houver apenas algumas regiões), o desempenho desta ferramenta pode ser afetado negativamente.

Quando a entrada de região for uma feição, as regiões são convertidas internamente em um raster antes de realizar a análise.

A resolução do raster pode ser controlada com o ambiente Tamanho da Célula . Por padrão, se nenhum outro raster for especificado na ferramenta, a resolução será determinada pelo menor entre a largura ou altura da extensão do recurso de entrada na referência espacial de entrada, dividido por 250.

Quando a entrada de região for uma feição, o campo ObjectID será usado como identificadores de região.

Locais identificados pelo parâmetro Escolher raster de barreira ou feição ou locais de células com NoData no parâmetro Escolher Raster de Custo atuam como barreiras.

A extensão de processamento padrão é a mesma do raster de custo, se houver; caso contrário, será definido de acordo com as regiões de entrada.

O raster de custo não pode conter valores de zero, pois o algoritmo é um processo multiplicativo. Se seu raster de custo contiver valores de zero e esses valores representarem áreas de custo mais baixo, altere essas células para um pequeno valor positivo (como 0,01) antes de executar esta ferramenta.

Para o parâmetro do Nome da camada de recurso de conexões vizinhas do resultado, se uma superfície de custo não for especificada, os vizinhos são identificados pela distância euclidiana e o vizinho mais próximo de uma região é o que está mais próximo em distância. No entanto, quando uma superfície de custo for fornecida, os vizinhos são identificados pela distância de custo e o vizinho mais próximo de uma região é o menos caro para viajar. Uma operação de alocação de custos é realizada para identificar quais regiões são vizinhas umas das outras.

Os parâmetros desta ferramenta estão listados na seguinte tabela:

ParâmetroExplanação
Escolher feição ou raster de região

As regiões de entrada a serem conectadas pela rede favorável.

Se a entrada da região for um raster, as regiões serão definidas por grupos de células contíguas (adjacentes) do mesmo valor. Cada região deve ser numerada com exclusividade. As células que não fazem parte de nenhuma região devem ser NoData. O tipo de raster deve ser inteiro e os valores podem ser positivos ou negativos.

Se a entrada de região for uma feição, poderá ser pontos, linhas ou polígonos. As regiões de polígono não podem ser compostas por polígonos com várias partes.

Escolher feição ou raster de barreira (opcional)

O conjunto de dados que define as barreiras.

Para um raster, o tipo de entrada pode ser inteiro ou flutuante. Quaisquer células com um valor (incluindo zero) serão tratadas como uma barreira. Quaisquer células que sejam NoData não serão tratadas como uma barreira.

Para um serviço da feição, a entrada pode ser ponto, linha ou polígono.

Escolher raster de custo (opcional)

Um raster definindo o custo ou impedância para mover planimetricamente através de cada célula.

O valor de cada localização da célula representa a distância de unidade por custo para mover pela célula. Cada valor de localização de célula é multiplicado pela resolução de pixel, enquanto também compensando por movimento diagonal para obter o custo total de passagem pela célula.

Os valores do custo de raster podem ser inteiros ou pontos flutuantes, mas eles não podem ser negativos ou zero (você não pode ter um custo negativo ou zero).

Método de distância (opcional)

Especifica se a distância será calculada usando um método plano (terra plana) ou geodésico (elipsóide).

  • Planar—O cálculo da distância será executado em um plano projetado utilizando um sistema de coordenada Cartesiano 2D. Este é o método padrão.
  • Geodésico—O cálculo da distância será realizado no elipsóide. Independentemente da projeção de entrada ou saída, os resultados não mudarão.
Conexões dentro de regiões (opcional)

Especifica se os caminhos continuarão e se conectarão nas regiões de entrada.

  • Gerar conexões—Os caminhos continuarão nas regiões de entrada para conectar todos os caminhos que entram em uma região. Este é o padrão.
  • Sem conexões—Os caminhos pararão nas bordas das regiões de entrada e não continuarão ou se conectarão dentro delas.
Nome da camada de feição das linhas de conectividade favorável resultante

O nome da camada que será criada em Meu Conteúdo e adicionada ao mapa. O nome padrão é baseado no nome da ferramenta e o nome da camada de entrada. Se a camada já existir, você será solicitado para fornecer outro nome.

Esta camada é uma feição de linha de saída que conecta cada região de entrada.

Cada caminho (ou linha) é numerado exclusivamente e os campos adicionais na tabela de atributos armazenam informações específicas sobre o caminho. Estes campos adicionais são os seguintes:

  • PATHID—O identificador único para o caminho
  • PATHCOST—A distância acumulativa ou custo do caminho total
  • REGION1—A primeira região que o caminho conecta
  • REGION2—A outra região que o caminho conecta

Como cada caminho é representado por uma única linha, haverá várias linhas em locais onde os caminhos percorrem a mesma rota.

Você pode especificar o nome de uma pasta em Meu Conteúdo onde o resultado será salvo utilizando a caixa suspensa Salvar resultados em .

Nome da camada de feição das conexões vizinhas resultante (opcional)

O nome da camada que será criada em Meu Conteúdo e adicionada ao mapa. O nome padrão é baseado no nome da ferramenta e o nome da camada de entrada. Se a camada já existir, você será solicitado para fornecer outro nome.

Esta camada é uma feição de linha de saída que identifica todos os caminhos de cada região para cada um de seus vizinhos mais próximos ou de menor custo.

Cada caminho (ou linha) é numerado exclusivamente e os campos adicionais na tabela de atributos armazenam informações específicas sobre o caminho. Estes campos adicionais são os seguintes:

  • PATHID—O identificador único para o caminho
  • PATHCOST—A distância acumulativa ou custo do caminho total
  • REGION1—A primeira região que o caminho conecta
  • REGION2—A outra região que o caminho conecta

Como cada caminho é representado por uma única linha, haverá várias linhas em locais onde os caminhos percorrem a mesma rota.

Você pode especificar o nome de uma pasta em Meu Conteúdo onde o resultado será salvo utilizando a caixa suspensa Salvar resultados em .

Dica:

Clique em Mostrar Créditos antes de você executar sua análise para verificar quantos créditos serão consumidos.

Ambientes

As configurações do ambiente de análise são parâmetros adicionais que afetam os resultados de uma ferramenta. Você pode acessar as configurações do ambiente de análise da ferramenta clicando no ícone de engrenagem Ambientes de Análise na parte superior do painel de ferramentas.

Esta ferramenta honra os seguintes Ambientes de Análise:

  • Sistema de coordenadas de saída—Especifica o sistema de coordenadas da camada de saída.
  • Extensão—Especifica a área a ser usada para análise.
  • Ajustar Raster—Ajusta a extensão da saída para que corresponda ao alinhamento da célula da camada raster de ajuste especificada.
  • Tamanho da célula—O tamanho da célula a ser usado na camada de saída.
  • Máscara—Especifica uma camada de máscara, onde apenas as células que se enquadram na área de máscara serão usadas para análise.

Ferramentas semelhantes

A ferramenta Conexões de Região Favoráveis calcula as conexões favoráveis entre duas ou mais regiões de entrada. Outras ferramentas podem ser úteis na solução de problemas semelhantes.

Ferramentas de análise do ArcGIS Pro

A ferramenta de geoprocessamento Conexões de Região Favoráveis está disponível na caixa de ferramentas Spatial Analyst.

A ferramenta de geoprocessamento Conexões de Região Favoráveis está disponível na caixa de ferramentas Raster Analysis.

Recursos de desenvolvedores do ArcGIS Enterprise

Se você estiver trabalhando no ArcGIS REST API, use a tarefa Optimal Region Connections.

Se você estiver trabalhando no ArcGIS API for Python, use Optimal Region Connectionssite da web ArcGIS for Python API do módulo arcgis.raster.analytics.